Voltar        Página inicial        Comentar

Ivan Gouveia[1]

Mini Linha de Montagem - Caminhões FNM

 

Este Projeto de miniatura de FNM  deverá contar com a maioria dos modelos de cabine que equiparam esses bravos caminhões dos anos 50 aos 80. Todos feitos de chapa estampada. Tudo reformulado. A escala é 1:25. 


  MINI LINHA DE MONTAGEM 

       

FNM Cabine Standard

FNM Cabine Brasinca

Chassis do FNM D11000

FNM D11000 - Projeto Antigo

FNM 9500 Cabine Brasinca

FNM D11.000 Brasinca

Alguns Modelos já feitos

Pode querer ver também:

Como os pneus são feitos

Como os modelos são feitos

Projetos

Como os Moldes são Feitos

 
 

Projeto 

   

Desde muito tempo as pessoas vinham me perguntando se e quando faria miniaturas sob encomenda. Como já mencionei, trabalho com notebooks e a demanda pelo serviço tem sido muito grande. A maior parte do tempo, deixo-me levar pelo trabalho e acabo não podendo fazer as miniaturas nem para mim mesmo. Mas houve uma ocasião em que resolvi e pude me dedicar um pouco mais às miniaturas. Foi quando fiz o projeto  de Miniaturas de FNM e o executei em um prazo relativamente curto. Dali saíram inicialmente apenas 10 FNMs. Quem tive interesse em adquirir, precisou reservar com certa antecedência e ainda teve de ser complacente com algum atraso na confecção do modelo encomendado. Hoje, percebo que, embora me sinta honrado em atender a uma encomenda de miniatura, não me é vantajoso fazer esse trabalho para venda. Conseqüentemente, sinto que mais cedo ou mais tarde passarei a não aceitar encomenda alguma.  

Apesar de eu ter tido o cuidado para que cada unidade seja exatamente igual à outra, pode-se dizer que, cada comprador tem um modelo único. Isso se dá a partir da personalização do caminhão: comprimento do chassis, quantidade de eixos, cor, modelo de cabine, carroceria, posicionamento dos faróis, etc. As opções de cabine são a Standard e a Brasinca. Com relação à cabine Standard, há ainda a opção de grade antiga ou grade nova. Enfim, são levadas em consideração as características do ano de fabricação.

  No caso de encomenda, o interessado pode mandar fotos e descrições para que o trabalho saia o mais fiel possível daquilo que ele tem em mente.

Em geral, os modelos são projetados para serem estáticos (em exposição numa mesa, estante, etc), mas nada impede de se converter um modelo desses para ser operado com controle remoto. Acrescentando detalhes com setas que piscam, faróis que acendem, servo de direção e motor principal.

 A escala adotada é 1:25 e o preço varia de acordo com a complexidade: tipo de carroceria, quantidade de eixos e outros detalhes da personalização.

 O primeiro modelo de FNM D11.000, exposto neste site, é o Protótipo do Projeto A. Todavia, muita coisa foi modificada ou corrigida. Embora isso seja comum, um estudo mais aprofundado das características desse caminhão foi o motivador das várias mudanças no projeto. Exemplos: os pneus; os cubos (especialmente os traseiros) estavam diferentes da realidade e fora de proporção; o tanque não estava correto; os cantos da cabine, logo abaixo do pára-brisa, estavam muito proeminentes; os cantos atrás dos pára-lamas dianteiros não estavam muito certos e o painel traseiro da cabine também foi corrigido. Alguns outros detalhes não mencionados aqui também foram revistos.

  As peças foram mostradas neste site assim que ficavam prontas para que as pessoas pudessem acompanhar alguns detalhes da execução do projeto FNM. Devido à dificuldade ou mesmo a impossibilidade de se reproduzir certos detalhes, adotei um nível de abstração em que não reproduzo alguns detalhes que, no modelo em tamanho real, ou seja 1:1, sejam menores que 15mm.

A intenção não é produzir muitos modelos, mas procurar fazê-los da melhor forma possível para aqueles que sabem o que é um FENEMÊ (FNM) e o que ele representou para o Brasil e para as pessoas que estiveram direta ou indiretamente ligadas a esse bruto tão peculiar.

A fabricação desses 10 caminhões chamei de Projeto "A" porque, embora tenha pouco tempo para me dedicar ao modelismo, pretendo desenvolver outros projetos de miniatura. No projeto "B", sairão as correções do projeto "A" e assim sucessivamente. A quantidade dos caminhões por variante, nesse primeiro projeto, serão:

2 FNM D11.000 V-4;

3 FNM D11.000 V-5;

3 FNM D11.000 V-6;

1 FNM D11.000 V-12;

1 FNM D11.000 V-17  com o quarto eixo.

Comecei trabalhando as partes básicas que comuns a todos eles: eixos, rodas, pneus, motor, caixa de mudanças, molejos e assim por diante.

 


O lápis que se vê nas fotos foi usado propositalmente para que quem não esteja habituado com a escala 1:25  tenha idéia do tamanho das peças.

 

Molejos traseiros e dianteiros

 

 

 

 

Molejos traseiros e dianteiros

Pneus de borracha de silicone

 

Estes são os pneus usados na maioria dos modelos e o projeto também conta com mais opções de pneu.

 

 

 

 

Cubo traseiro com rodado já montado

 

Detalhe do cubo traseiro, que sofreu modificações desde o protótipo. Este ainda está sem pintura.

Diferencial e cubo traseiro

 

Neste eixo traseiro ainda faltam detalhes como as mangueiras de ar e os suportes de molejo.

 

 

 

 

Cubos traseiro e dianteiro

 

 

Cubo dianteiro

 

O cubo dianteiro também sofreu modificações desde o protótipo. Este ainda está sem pintura.

 

 

 

Eixo da tração

 

Detalhe da frente da carcaça do diferencial que é feito para se introduzir um diferencial propriamente dito, se for uma opção da montagem.

 

 

 

Eixos da tração já com pintura definitiva

 

 

 

 

Eixos da tração

 

 

Cubo traseiro já pintado

 

 

 

 

 

Eixo da tração com molejos

 

Os molejos foram apenas posicionados no local para dar idéia do progresso da montagem. Porém, pode-se notar que faltam os grampos que prendem o molejo à carcaça.

 

 

 

 

 

Caminhão protótipo e novo projeto do motor

 

Na foto acima está o caminhão protótipo atrás do novo projeto do motor. O caminhão, como já foi dito acima, sofreu várias modificações para melhorar em aspectos gerais, sendo que alguns foram já mencionados. O motor está incompleto. À primeira vista se pode notar que faltam principalmente a bomba injetora e o compressor de ar.

 

 

 

 

 

Novo projeto do motor do Projeto "A"

 

Alguns detalhes do cárter e do bloco foram alterados.

 

 

 

Novo projeto do motor do Projeto "A"

 

O motor está incompleto. Faltam principalmente a bomba injetora e o compressor de ar.

 

 

 

 

 

Terceiro eixo

 

 

 

 

 

Eixos dianteiros

 

Inicialmente, foram feitos 12 desses eixos, sendo que 4 foram usados em caminhões D11.000 V-17 de quatro eixos.

 

 

 

 

Eixo dianteiro

 

Eixo dianteiro, molejo, cubo, pneu e roda (simulação de montagem)

 

 

Caminhão protótipo desmontado para testes dos protótipos de motor e caixa de câmbio.

 

 

 

 

 

Vista parcial interna do caminhão protótipo (teste do protótipo do motor)

 

Alguns detalhes do protótipo do motor

Ainda faltam peças no motor e a polia da árvore da manivela está projetada para frente. Fora de lugar, portanto.

 

 

 

 

 

 

 

Enfim chegaram os motores...

 

Caminhão D 11 000 carregado com os motores novos.

 

 

 

 

Os motores novos

Motor visto de todos os lados

 

 

Testes do chassis do D 11000 V-6

 

 

 

 

 

Testes do chassis do D 11000 V-17

 

Montagem da cabine FNM Standard (teste no chassis)

 

 

 

FNM D11.000 V-6 Standard

 

A montagem continuou, embora um pouco lenta, devo dizer. Contudo, a idéia principal, a esse ponto, era criar FNM puro sangue para colecionadores que, não necessariamente peritos em FNM (o que eu também não sou), sabem bem o que tem em mãos. Havia ainda um longo caminho à frente, mas esperando que o resultado agradasse os colecionadores e os prezados internautas que têm visitado este site.

 

 

Montagem da cabine FNM D11.000 Standard (teste no chassis)

 

 

 

 

 

 

Montagem das cabines FNM Standard quase concluída

 

Montagem dos FNM modelos V-4 e V-6

 

 

Montagem dos FNM modelos V-4 e V-6

 

Montagem dos FNM modelos V-4 e V-6

 

 

Montagem dos FNM modelos V-4 e V-6

 

Montagem dos FNM modelos V-4 e V-6

 

 

Montagem dos FNM modelos V-4 e V-6

 

Montagem dos FNM modelos V-4 e V-6

 

 

 

Pintura e Acabamento

 

Aplicação do primer para verificação de defeitos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pintura

 

As primeiras unidades entram na fase de pintura. Faltam agora os detalhes como faróis, lanternas, vidros, limpador de pára-brisa e outros internos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


 


 

 

3º eixo (esquerda), 1º eixo (direita) e eixo da tração na frente (centro)

 

Considerações gerais do projeto

Como esse é um projeto artesanal, que implica o manuseio e o detalhamento de cada peça em separado, algumas preocupações foram constantes:

1 - Atingir um determinado padrão de qualidade;

2 - Obter peças bem resistentes;

3 - O material tinha de ser metal em pelo menos 80% das peças;

4 - As peças tinham de ser padronizadas e intercambiáveis;

5 - Reduzir o tempo de produção de cada peça sem alterar a qualidade.

 

Várias fontes preciosas foram consultadas para a execução do Projeto "A". Pretendo citá-las todas aqui, todavia deixo de antemão um agradecimento especial ao pessoal do site http://www.alfafnm.com.br que, pelo que estudei sobre os FENEMÊS, é o site mais completo que há sobre o assunto.  Um agradecimento particular e especial ao Sr. Miklos Stammer que é, de longe, o maior conhecedor de caminhões FNM com quem já tive o prazer de trocar idéias e que tem sido um amigo e colaborador inestimável nos projetos de FNM. Muitíssimo obrigado também aos outros sites, que também prestam o precioso serviço de reunir informações sobre essa tão nobre marca com o intuito de preservar parte da história deste país.


 

Mais informação pode ser adicionada a este artigo a qualquer momento.

 

 

 



Ir para o topo da página



 

 

[1] Pós-graduado em Redes de Computadores pela FACIMED - Faculdade de Ciências Biomédicas de Cacoal. Graduado em Tecnologia da Informação pela UNESC - União das Escolas Superiores de Cacoal. Tem CCNA (Cisco) como curso complementar de Redes de Computadores. Profissional da área de Eletrônica e de Programação de Computadores. Programador nas linguagens Delphi e Visual Basic.